Tunísia

Tunísia

305visualizações

Olá World Citizens,

A Tunísia foi o 1º país Africano e Árabe que conheci em Abril de 2008.

Na altura encontrei uma promoção muito boa através de uma agência, 7 dias regime TI em Hammamet.

Um dos locais que visitei 1º foi a Medina velha de Hammamet, no seu interior tinha inúmeras lojas que vendiam um pouco de tudo, souvenirs, candeeiros, tapetes, quadros, etc, mas saí de lá sem nada,.. pois nem conseguia olhar bem para os artigos porque os vendedores deram comigo em doida. 1º pediam um valor exorbitante pelos artigos, depois vinham atrás a perguntar mas quanto dá e continuavam a “perseguir-me”, foi de loucos, e de vez em quando lá tentavam adivinhar de onde era e quando sabiam que era Portuguesa, começavam com o “batatas com bacalhau”, “Luís Figo” … hoje em dia já me habituei, mas confesso que a 1ª vez fiquei aterrorizada.

No fim da visita à Medina ainda dei umas voltas pela cidade velha de Hammamet e há beira mar. As praias são muito bonitas, mas o tempo ainda não era convidativo para fazer praia ou piscina, pois a agua ainda estava bem fresquinha.

Ainda cheguei a voltar a Hammamet mais uma ou duas vezes com outros Portugueses que conheci e acreditem cada vez que entrava naquela Medina até me benzia, imaginem, fiquei mesmo traumatizada.

Infelizmente só num dos últimos dias da viagem é que descobri outro lado de Hammamet, mais nova e completamente diferente da parte Velha que se chama Hammamet Yasmine, quantas vezes me perguntei porque é que não descobri logo esta parte 1º.

Aqui as lojas tem preços fixos, os vendedores não nos “chateiam” para vender, até cheguei a encontrar um artigo a um preço um pouco mais baixo do que tinha comprado na Medina Velha depois de ter estado mais de 30 minutos a tentar baixar o preço (acredito que há quem goste de regatear, eu confesso que não gosto muito).

Em Hammamet Yasmine existe uma grande variedade de restaurantes perto da Marina, onde se pode dar um agradável passeio (parece um pouco o nosso Algarve). Tem também uma Medina que está inserida num parque de diversões – Cartaghe Land.

Nesta viagem, comprei apenas um tour de 2 dias ao Deserto (custou uns 100€ na altura), incluía também as refeições e alojamento.

Pelo caminho visitei o Coliseu de El Jem muito parecido ao de Roma e é o 2º maior do Mundo.

Visitei Matmata, uma aldeia Bérbere onde as casas tradicionais são escavadas nas rochas (casas trogloditas).

Andei pela 1ª vez de Camelo na Vila de Douz, já no Deserto do Sahara.

E no outro dia de manhã acordei bem cedo e vi o amanhecer no Deserto do Sal, foi uma experiência maravilhosa, depois segui viagem até às Montanhas do Atlas, um lugar lindíssimo com algumas Cascatas.

Visitei a Cidade de Tozeur onde visitei uma plantação de palmeiras de charrete.

E terminei o tour na Cidade de Kairouan, património mundial da UNESCO. É a 1ª cidade Islâmica do Magreb e a 4ª Cidade Santa do Islão.

 

Portas típicas Medina Velha em Hammamet
Nome da Rua na Medina Velha em Hammamet
Coliseu de El Jem

 

Matmata
Casa Troglodita em Matmata
Deserto Sahara
Passeio a Camelo na Vila de Douz (Deserto Sahara)
Deserto do Sal
Passeio de Charrete na Cidade de Tozeur
Montanhas do Atlas
Montanhas do Atlas
Praia Hammamet
Marina em Hammamet Yasmine

World Citizen Girl

Deixar uma resposta